Desde que foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em 2010, o descarte ambientalmente correto de produtos que causam risco à saúde e à preservação do meio ambiente é exigido por lei. Esse é o caso das pilhas e baterias portáteis, que contém metais pesados, como mercúrio e chumbo. Através do princípio da Logística Reversa, a política visa estabelecer a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida desses produtos. 

Presente no cotidiano de comerciantes e lojistas, as pilhas e baterias portáteis devem ter destinação apropriada para que o estabelecimento esteja em dia com a legislação. Pensando nisso, o Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomércioBS) oficializou sua posição como posto de coleta secundário desse material e, com o intuito de aumentar o alcance da ação, irá promover a entrega de coletores para as subsedes da entidade, representadas pelas Associações Comerciais das nove cidades da região.

A Logística Reversa é uma obrigação para os estabelecimentos de todo o País que comercializam pilhas e baterias portáteis, de acordo com a Resolução Conama 401/2008.

COMO FUNCIONA

Os comerciantes que receberem o retorno de pilhas e baterias portáteis pós-consumo podem entregar o material coletado no SincomércioBS ou em uma de suas subsedes na região. A embalagem transferida deve estar devidamente identificada com a etiqueta padrão do sistema de Logística Reversa (LR) e precisa conter a auto declaração de entrega, cujo modelo está disponível no portal da FecomércioSP. O repasse deve possuir, no máximo, 10kg por remessa.

A Associação Comercial e Empresarial de Praia Grande está localizada na Rua Espírito Santo, nº 782. O horário de atendimento é das 8h ás 18h, de segunda a sexta-feira.

Imprimir