Assustado e confuso enfiou seu focinho numa tenda com o objetivo de proteger sua narina e olhos, incomodado o humano tentou lhe expulsar.

Mas o Camelo tinha muitos bons argumentos, afinal era só para proteger os olhos da areia.

Hora pós hora o Camelo foi se aproximando e adentrando cada vez mais na tenda, de modo que em determinado momento o homem estava fora da tenda e o camelo dentro.

A procrastinação tem tomado conta de nossos espaços e ocupações profissionais e sociais, de modo que um grande número de pessoas está se perdendo no mercado de investimento, negócio e trabalho, num círculo vicioso de acomodação e conforto, diferentes ideias deixam de surgir, os maus hábitos tomam conta dos bons hábitos e se perde uma vida inteira com desculpas e queixas para fazer algo correto, não fazer nada é sempre mais fácil.

No entanto quando se vence a inércia, a pressão, grandes coisas podem acontecer, sair de dentro da caixa blindada da preguiça e da falta de criatividade pode ser difícil, no entanto os que saem se destacam.

A mediocridade é uma expressão e um modo de ser pejorativo, no entanto etimologicamente falando, ser medíocre é ser mediano, fazer o arroz com feijão, o básico o trivial.

Sendo assim os medíocres dominam de certa maneira o mundo, se incomodam com os extrovertidos e o sucesso deles, numa empresa é comum ver um colega desmotivando outro da o gás, andar a segunda milha, ele tem medo que o colega o supere, o prejudique, mas é ele mesmo que se sabota.

Meu convite é saia da casa, saia da caixa, faça algo inusitado para agradar o seu cliente, o seu empregador, a sua esposa e a sua família.

Ser diferente é necessário, faça sua parte agora ou não terá tempo amanhã!

Escrito por Fábio Leite, gerente da ACEPG.

Imprimir