O problema do atraso de pagamentos afeta empresas de todos os tamanhos e segmentos. Lidar com clientes inadimplentes se trata de uma tarefa delicada, já que, para uma corporação, perder as chances de ter futuros negócios com essas pessoas é bastante nocivo.

Além disso, em períodos de economia fraca como os atuais, as taxas de inadimplência por problemas financeiros são altas. Portanto, é necessário desmistificar o inadimplente e não taxar ninguém de desonesto por atrasar pagamentos.

As dicas que elencamos neste post ajudam o credor a lidar com clientes devedores, tendo em mente seus diferentes perfis. Quer ficar por dentro do assunto e se sair bem nesse tipo de situação? Confira!

1. PREVINA A INADIMPLÊNCIA

Antes de pensar em como lidar com clientes inadimplentes, é importante evitar que esse número cresça. Há algumas formas de fazer isso. Uma maneira ágil de diminuir a taxa de atraso nos pagamentos é simplesmente lembrando o cliente da conta.

Muitas pessoas esquecem de pagar determinados dividendos, ou são tão desorganizadas que não sabem que a pendência existe. Esses casos podem ser evitados por meio de uma mensagem automática enviada quando o prazo final de pagamento se aproxima.

Outra forma de diminuir a taxa de calotes é melhorando o processo de análise de crédito. O histórico de pagamentos pode revelar que o cliente não tem condições de assumir o crédito que é oferecido.

2. PLANEJE A SUA ABORDAGEM

O planejamento da abordagem deve ser feito antes da cobrança de fato. Nesse sentido, o modo de comunicação figura como prioridade.

É possível fazer uma ligação, chamar para conversar ou apenas enviar uma mensagem. Cada uma dessas formas pode ser mais conveniente de acordo com a situação.

Esse também é o momento de ter em mãos os números da dívida. Contar com uma postura preestabelecida consiste em uma tática eficiente na hora de lidar com clientes inadimplentes. Sendo assim, defina pontos negociáveis da dívida. Isso precisa acontecer considerando a situação financeira do devedor e também da empresa credora.

3. FAÇA A COBRANÇA

No momento da cobrança, educação e bom senso são fundamentais. Se houver uma relação de confiança, por exemplo, tente entender o lado do inadimplente e dê a chance de manter seu nome limpo.

Mesmo se o devedor não tiver credibilidade, lembre-se: a melhor maneira de lidar com clientes inadimplentes é conversando e negociando. Esteja atento ao Código de Defesa do Consumidor (CDC) e de modo algum descumpra as normas de cobrança de crédito

4. TENTE UMA NEGOCIAÇÃO AMIGÁVEL

Com todo esse caminho percorrido, o credor já deve ter um bom conhecimento da situação financeira do cliente e dos motivos para o atraso no pagamento. Essas informações permitem a busca por uma negociação justa e realista.

Lembre-se de que sempre haverá consumidores que não têm condições de cumprir um contrato estabelecido. Saber lidar com clientes inadimplentes é fundamental para manter um bom negócio.

A negociação pode envolver novos prazos, devolução de parte da mercadoria, exclusão de juros ou multa. Até mesmo o perdão de parte da dívida é aceitável caso não haja perspectiva de recuperar o valor inteiro.

Imprimir