Fazer coisas simples é um trabalho complicado. O jogador de futebol Tim Brown descobriu isso quando decidiu desenvolver uma linha de tênis diferente dos modelos chamativos que havia sido obrigado a usar durante sua carreira esportiva.

Antes mesmo de deixar os gramados, em 2012, ele já tinha planos de produzir tênis com um desenho minimalista.  Mas, mais do que isso, como neozelandês, Brown sempre foi bastante familiarizado com a qualidade da lã merino e não entendia como uma matéria-prima tão valiosa e renovável não era utilizada na indústria de sapatos e começou a estudar o assunto.

Com um financiamento recebido de uma cooperativa rural da Nova Zelândia, ele desenvolveu um tecido próprio e, em 2014, lançou uma campanha de crowdfunding no Kickstarter para produzir o primeiro modelo. Em poucos dias, arrecadou mais de US$ 100 mil.

Logo depois dessa campanha, Brown juntou-se ao engenheiro de biotecnologia e especialista em recursos renováveis Joey Zwillinger. Juntos eles iniciaram a Allbirds em 2016 e já atraíram US$ 27,5 milhões em investimentos.

Sediada em São Francisco, na Califórnia, a Allbirds vende seus tênis exclusivamente pela internet para quatro países – Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia – e nas três lojas-conceito que mantém em São Francisco, Nova York e Toronto.

No início de 2017, além da linha em lã merino, denominada Wool Runner, a empresa lançou os modelos Tree Runner, com material de celulose de eucalipto, uma reivindicação dos clientes para os períodos de clima quente.

Brown e Zwillinger aprenderam muito nessa jornada. Conheça um pouco do que contaram à “Inc”.

Insights
Brown conta que seu trabalho como jogador de futebol exigia que vestisse roupas e calçados esportivos patrocinados e que, em sua opinião, os calçados tinham design exagerado e excesso de logos e brilhos. Daí surgiu a ideia de produzir um calçado de linhas simples.

Quando visitou uma fábrica de tênis pela primeira vez, ele percebeu também que a indústria de calçados é antiquada e muito focada em custos, com tendência de usar materiais baratos e sem critério. “O alarme da inovação disparou”, diz ele. “Havia uma enorme oportunidade inexplorada em materiais naturais e sustentáveis, começando pela lã, que é abundante na Nova Zelândia.”

Brown tratou de desenvolver o tecido baseado em lã merino com esse objetivo. O encontro com Joey Zwillinger reforçou suas convicções. “Percebemos que a oportunidade vai além da lã e dos sapatos”, diz  Zwillinger.

Simplicidade
Além do design minimalista do produto, a Allbirds prima pela simplicidade em todas as áreas do negócio. Diferentemente da maioria empresas do gênero, que chegam ao mercado com uma variedade de estilos e lançam novos a cada temporada, a Allbirds começou a fazer venda direta ao consumidor de um único estilo de sapato.

Na opinião de Brown, há uma crença errada de que inovação significa adicionar sinos e assobios e tornar o produto mais brilhante. ” Às vezes, trata-se de despir tudo”, diz. E fazer isso é muito difícil, segundo ele.

Contra a corrente

De acordo com Zwillinger, eles também tiveram que lidar com muitas dúvidas sobre como construir um negócio de comércio eletrônico. “Dissemos não para coisas como oferecer às pessoas um desconto em troca de seus endereços de e-mail”, diz ele, referindo-se à prática comum nesse ramo, como forma de obter uma lista de e-mails para futuras campanhas de marketing.

A empresa também se negou a vender sapatos por atacado porque faz questão de ter um relacionamento direto com seus consumidores.

Princípios de ação
Segundo os sócios, a Allbirds mantém o foco porque todas as decisões têm por base três princípios: conforto, design simples e preferência por materiais sustentáveis.

Eles contam, por exemplo, que queriam incluir nas peças um cadarço de material reciclado e o fabricante com o qual trabalham apresentou uma solução de cadarços feitos com a reciclagem de garrafas de plástico, só que custavam o dobro do preço. Para decidir, juntaram pessoas de todas as áreas da empresa, incluindo a financeira, e todos concordaram em adotar o novo item, mesmo que isso significasse uma redução das margens de lucro.

Imprimir