Ficar longe das drogas e não praticar a violência. Ao longo do primeiro semestre de 2018, essa foi a máxima trabalhada pelo programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), com cerca de 1.500 alunos da rede municipal e particular de ensino. No final do mês de Agosto, em evento realizado no Palácio das Artes (PDA), 240 estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental da EM Dr. Wilson Guedes, Bairro Samambaia, participaram da formatura de encerramento do Proerd.

Realizado desde 1996 pela Polícia Militar em parceria com a Secretaria de Educação (Seduc), o Proerd surgiu baseado no projeto norte americano Drug Abuse Resistence Education (Dare), fundado em 1983. O programa tem como objetivo educar crianças em relação à prevenção das drogas. Desde o início, a ação social já atendeu mais de 20 mil estudantes no Município.

Durante o curso, os alunos aprendem a reconhecer os entorpecentes mais comuns e quais os malefícios causados por cada um. Para trabalhar o conteúdo aplicado na sala de aula, cartilhas foram distribuídas para as crianças. O programa desenvolve ainda com os estudantes concursos de redação, peças teatrais e músicas para fomentar ainda mais a discussão dos temas.

De acordo com soldado Luiz Augusto Celani, um dos responsáveis pelo Proerd em Praia Grande, o programa foi uma forma encontrada pela Polícia Militar de dialogar com as comunidades. “Plantamos uma sementinha no coração e na cabeça de cada um dos alunos. Mostramos como seguir sem se deixar levar pelas falsas facilidades que a vida nos oferece”, disse.

Diretor da EM Dr. Wilson Guedes, Hélio Antônio do Nascimento, fez questão de parabenizar o trabalho realizado pela Polícia Militar por meio do Proerd. “Educar é mudar o comportamento para melhor. E justamente nesta questão que o programa atua junto com os alunos. Por isso quero destacar a importância desta iniciativa e também o envolvimento de toda a comunidade ao longo dos últimos seis meses”, afirmou.

Escolas – Além da EM Dr. Wilson Guedes, participaram do programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência neste primeiro semestre as seguintes unidades: EM Carlos Roberto Dias (Bairro Boqueirão), EM José Padin Mouta (Tupi), EM Visconde de Mauá (Ribeirópolis). Já o Colégio Universo representa a rede particular de ensino no Proerd.

Imprimir