A Prefeitura de Praia Grande realiza, em 19 de janeiro de 2019, a segunda edição da Caminhada dos Emancipadores. Os interessados em participar podem se inscrever gratuitamente no link https://www.sympla.com.br/2-caminhada-dos-emancipadores-de-praia-grande__413671#. São cinco mil vagas à disposição. O evento tem percurso aproximando de três quilômetros e faz parte das comemorações do aniversário de 52 anos de emancipação político-administrativa de Praia Grande.

A caminhada tem a concentração programada para as 8 horas e a largada para as 8h30, na Praça dos Emancipadores (localizada entre as Avenidas Marechal Mallet e Presidente Costa e Silva, Bairro Boqueirão). Os caminhantes saem da Praça e seguem pela Avenida Marechal Mallet. Depois entram na Avenida Paris e vão até a Avenida Ecológica. Depois tomam a Avenida Costa Machado, retornam para a Avenida Marechal Mallet, percorrrem a Avenida Gaspar Viana e chegam à Praça Duque de Caxias (Avenida Presidente Castelo Branco próximo a Avenida Gaspar Viana, no Bairro Canto do Forte).

Os inscritos na Caminhada devem retirar os kits de participação (inclui camiseta e viseira alusivas ao evento) nos dias 14, 15 e 16 de janeiro, das 9 às 16h30, na sede da Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL – de Praia Grande (Avenida Ministro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry – entrada pela Rua João Balbino Corrêa, s/nº). É necessária a apresentação de documento com foto (como RG ou Carteira de Habilitação, por exemplo).

Na praia em frente à Praça Duque de Caxias serão instalados brinquedos para as crianças se divertirem. Também serão distribuídas pipoca e algodão doce. Bandas musicais da Região irão animar os participantes ao longo do trajeto e na chegada. Além disso, 42 banheiros químicos serão instalados para a Caminhada e os participantes terão água à disposição.

Emancipação – As terras que pertencem a Praia Grande hoje em dia pertenciam antigamente à capitania de São Vicente que, tempos depois, virou capitânia de São Paulo e, séculos mais tarde, estado de São Paulo. Emancipada politicamente em 19 de janeiro de 1967, a cidade de Praia Grande tornou-se independente, com administração própria, podendo eleger prefeito e vereadores. Antes disso acontecer, não havia autonomia para solucionar os problemas. Tudo dependia das decisões da Prefeitura de São Vicente, que nem sempre atendia às necessidades da população que aqui morava.

A emancipação política não aconteceu de repente, nem foi vontade de uma pessoa só. Os residentes de Praia Grande não estavam contentes com os problemas que enfrentavam, como a falta de saneamento, escolas, transporte, hospitais, abastecimento de água, luz, vias de acesso. Por isso, os moradores do bairro de Solemar buscavam se desmembrar de São Vicente. Em 1953, Júlio Secco de Carvalho, liderou o movimento juntamente com Nestor Ferreira da Rocha, Heitor Sanchez Toschi, Israel Grimaldi Milani e Dorivaldo Loria Junior, entre outros.

Houve muita resistência por parte de São Vicente, pois significava a perda de 24 quilômetros de praias. Foi realizado em 1963 um plebiscito, que é a maneira pela qual a população faz sua escolha através do voto. Mas isso não garantiu ainda a emancipação da cidade. Só em 19 de janeiro de 1967 a emancipação aconteceu. O engenheiro Nicolau Paal foi nomeado interventor federal no município, com instalação provisória da prefeitura no Ocian Praia Clube. A primeira eleição municipal na Praia Grande foi realizada em 15 de novembro de 1968, tendo como prefeito Dorivaldo Loria Junior.

Imprimir