Muitos empreendedores podem achar que basta chegar no dia da Black Friday Brasil e colocar uma etiqueta de desconto no produto e as vendas serão garantidas. Mas a concorrência é grande neste período, principalmente no online.

Entre os meses de março e abril desse ano foram registradas a abertura de mais de 107 mil novas lojas virtuais, de acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOmm).

Como competir nesse mar de lojas? Vamos te dar algumas dicas de como vender mais na Black Friday Brasil em 2020:

1. TENHA UM PLANEJAMENTO

Embora a Black Friday Brasil caia no final do mês de novembro, normalmente um período que o consumidor está sem dinheiro, é necessário lembrar que muitos esperam essa data para adquirir produtos, por isso economizam.

Por essa razão, é importante que você, empreendedor, planeje sua participação na Black Friday Brasil com antecedência e não deixe tudo para última hora evitando assim qualquer surpresa.

Sem o planejamento financeiro, da estrutura, logística e estratégico, é possível que sua empresa acabe tendo prejuízo na Black Friday Brasil 2020. Por isso, seguem alguns pontos de atenção:

2. QUANTIFIQUE O SEU ESTOQUE

É muito importante ter seu estoque organizado e que você saiba exatamente quantos produtos poderá dispor na Black Friday Brasil. Vender algo e não entregar, seja pelo motivo que for, é a maior reclamação dos consumidores.

Você até pode devolver o valor da compra, mas a chance de o cliente voltar a fazer negócio com a sua empresa será muito baixa, já que a confiança foi quebrada.

Além desse fator, saber o que e quantos produtos tem no seu estoque te possibilita separar aqueles que estão parados há muito tempo e colocá-los em promoção. Mas lembre-se: se eles encalharam foi por algum motivo. Uma dica que pode ajudar é fazer um combo com outro produto.

Outra dica de estoque é: invista em produtos com uma boa margem de lucro e que normalmente já agradam seu cliente, afinal o objetivo da Black Friday é ofertar um grande desconto e assim chamar a atenção. Dificilmente os consumidores compram se o desconto for de apenas 10% nessa data.

3. INVISTA NA DIVULGAÇÃO

Escolha seus canais e comece a divulgação da Black Friday com antecedência, afinal quanto mais pessoas você atrair para o seu ecommerce, maiores são a chances de vender mais.

Nas redes sociais, como Facebook e Instagram, comece a criar um engajamento com seus seguidores e clientes em potencial. Por exemplo: faça enquetes de quais itens as pessoas gostariam de ver com preço baixo, ou fazer competições de qual produto merece mais desconto.

Aproveite as redes sociais para analisar o que seus concorrentes estão fazendo, qual o prazo de entrega prometido, valores e formas de frete mas, em especial, avalie os preços de seus produtos.

Uma dica que pode te ajudar muito com relação a divulgação da sua empresa na Black Friday Brasil 2020 é fazer uso dos gatilhos mentais. Não sabe o que é isso? Fique tranquilo, temos um texto aqui no blog que explica tudo. Para acessá-lo, clique aqui.

4. TENHA UM PREÇO ATRATIVO

Como dissemos antes, o propósito da Black Friday Brasil é apresentar ofertas com grandes descontos, mas nem por isso é para colocar qualquer preço no seu produto.

Além do valor pago ao seu fornecedor, leve sempre em consideração os custos operacionais (água, luz, pagamento de funcionários etc.) e a margem de lucro que você quer ter na Black Friday.

Aqui entram também as formas de pagamento. Se você tem custo com taxas de cartão de crédito, ofereça outras opções que estão cada vez mais populares como PicPay, Mercado Pago, entre outros.

E, se possível, dê um desconto para quem pagar à vista na Black Friday Brasil. Dessa forma você não precisa esperar para receber seu dinheiro da operadora da sua máquina de cartão.

5. TESTE A SUA PLATAFORMA DE VENDA

Nas semanas que antecedem a Black Friday Brasil e, principalmente no dia, o acesso às lojas virtuais aumentam muito. Por isso, é importantíssimo ter uma estrutura para receber essas pessoas.

Para vender mais na Black Friday Brasil, é preciso pensar em investir também na jornada de compra e segurança do seu cliente, e a estrutura do seu site pode ajudar ou prejudicar esse processo de compra.

Problemas como site cair, complexidade no processo de compra (cliente ter muitas etapas e páginas para acessar), lentidão para fechar uma compra ou certificado com segurança comprometida são os principais vilões de uma loja online na Black Friday.

Se você não tem, mas quer criar uma loja online para a Black Friday Brasil, ainda dá tempo. Temos esse post do blog que poderá ajudar: 6 ferramentas baratas para montar o seu ecommerce.

6. FAÇA PROMOÇÕES VERDADEIRAS NA BLACK FRIDAY BRASIL

Nada de produto ou serviço pela “metade do dobro”! Como comentamos anteriormente, hoje existem vários sites, como o Black Friday Legal por exemplo, e aplicativos especializados em comparar preços, não só entre ecommerces mas também com valores anteriormente praticados pela loja.

Além de multa, possíveis processos e muita dor de cabeça, fazer promoções falsas na Black Friday Brasil pode pegar muito mal para o seu negócio. Principalmente por conta do aumento do uso das redes sociais para reclamar de uma empresa.

Sem falar nos sites que recebem reclamações de consumidores, como Procon e Reclame Aqui, que se preparam nessa época para atender inúmeras denúncias recebidas de “Black Fraude”.

7. DEIXE TODAS AS INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS PARA O CLIENTE

Se você tem uma loja online (em site ou rede social), é importante fornecer o maior número de informações possíveis do seu produto ou serviço, principalmente na Black Friday Brasil.

Isso transmite segurança para o seu cliente, também evita que você fique respondendo várias vezes as mesmas perguntas, além de minimizar possíveis reclamações de consumidores antes, durante e após a compra.

Mas acima de tudo isso, você sabia que, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o comércio eletrônico é obrigado a fornecer certas informações? Pois é! Sabe aquele famoso, e odiado por muitos, “preço inbox”? Não pode, nem na Black Friday Brasil, nem nos outros 364 dias do ano!

Sabemos que muitos perfis utilizam dessa “tática” para aumentar o engajamento dos seus posts em grupos e nas próprias redes sociais. Mas o preço, assim como condições de pagamento, composição do produto, entre outros, devem ser descritos na oferta.

Outro ponto muito importante para quem vende online na Black Friday Brasil: deixe muito claro o seu prazo de entrega. Se possível, adicione alguns dias a mais. Isso evita possíveis frustrações de seus clientes, pois a entrega é um dos fatores determinantes para um cliente fechar sua compra.

Leve sempre em consideração que os Correios e transportadoras recebem um volume muito maior de pacotes na Black Friday Brasil, o que pode atrasar as entregas. E se atrasar, comunique seu cliente.

8. CRIE COMBOS E UPSELLS

Que atire a primeira pedra quem nunca comprou um produto ou serviço só porque tinha uma placa “leva 2, pague 1”! Os consumidores adoram esse tipo de promoção, mesmo que nem precisem daquilo. Então, além de ser uma forma de se livrar daquele estoque parado, é uma ótima maneira de atrair clientes e fazer mais vendas.

Outra estratégia de venda que você pode aplicar na Black Friday Brasil é o upsell, que nada mais é do que oferecer um ou mais produtos ou serviços para serem adquiridos no momento da compra.

Você já deve ter visto isso em algum site. É, por exemplo, quando você está comprando um celular e na mesma página (ou na seguinte) recebe a oferta de um fone de ouvido e uma capinha para complementar a sua compra.

9. PREPARE SEU ATENDIMENTO AO CLIENTE

Como uma das épocas mais movimentadas do comércio, a Black Friday Brasil exigirá e muito do seu atendimento, especialmente se o seu negócio tem site e presença nas redes sociais.

Vale lembrar aqui que muitas das compras dessa data são feitas por impulso, atraídos pelos descontos e vantagens ofertadas. Se o cliente tiver alguma dúvida e não conseguir saná-la rapidamente, pode ser uma venda perdida. Ou pior: pode gerar reclamações.

Por isso é super importante ter uma pessoa ou equipe de atendimento preparada para atender o cliente, não só para tirar dúvidas antes da compra, mas também estar preparada para feedbacks e suporte pós-venda.

Defina com antecedência quais serão seus canais de atendimento na Black Friday Brasil e divulgue o máximo possível. Outra dica que pode ajudar é fazer uma página ou post de Perguntas Frequentes, para que o consumidor possa fazer um autoatendimento.

Deixe também salvo à mão, esse arquivo com as principais dúvidas que seus clientes possam vir a ter. Infelizmente, não é todo mundo que tem tempo e paciência para ficar pesquisando, então isso otimiza o seu tempo e dos seus funcionários.

Os perfis comerciais do Facebook, Instagram e WhatsApp, por exemplo, possuem recursos de respostas rápidas, onde você pode cadastrar as respostas previamente e responder seu cliente com mais rapidez ainda.

Imprimir