Com as lojas fechadas e os consumidores em casa, o varejo teve que se reinventar durante a quarentena. Muitas PMEs passaram a vender pelo WhatsApp, que é uma ferramenta acessível e fácil de utilizar.

Entretanto, para garantir um bom retorno você precisa definir uma estratégia e uma rotina de trabalho.

Nesse post, vamos lhe mostrar como fazer isso. 

Mudanças no mercado

A pandemia transformou tanto a rotina da população quanto a economia brasileira. Em todo país, o fechamento repentino do comércio provocou uma queda brusca no consumo, assim como no faturamento das empresas. 

No Paraná, as lojas físicas reabriram em abril, recebendo instruções para garantir a saúde e a segurança de todos. Ainda assim, muitos empreendedores e empreendedoras preferem manter suas portas fechadas até que a situação se normalize. 

Vale lembrar que 37% da população paranaense continua em isolamento. No início da quarentena, esse índice ultrapassou 50%.

Tais mudanças impactaram as vendas, principalmente aquelas que existem contato direto.

Com isso, diversos negócios tiveram que se reinventar, utilizando a internet como aliada para manter suas operações. 

Porém, quando falamos em comércio eletrônico, não nos referimos apenas às lojas virtuais e marketplaces. Foram as mídias sociais, em especial o WhatsApp, que se tornaram o principal canal de vendas.

Para 84,7% das PMEs que atuam com vendas diretas, o WhatsApp é hoje o maior meio de divulgação de produtos e vendas. O levantamento é da ABEVD. 

Mas, como é, na prática, vender pelo WhatsApp? Funciona mesmo? 

Se você utilizar as técnicas corretas, sim. 

11 dicas para vender pelo WhatsApp

Com planejamento e profissionalismo você poderá utilizar o WhatsApp para:

  • Negociar com clientes;
  • Divulgar produtos e serviços;
  • Validar ideias;
  • Estudar o mercado;
  • Otimizar estratégias.

Veja como aproveitar ao máximo esse canal de vendas:

1. Utilize o WhatsApp Business

Muita gente não sabe, mas o WhatsApp possui uma versão específica para empresas, chamada WhatsApp Business. Ele é ideal para pequenos negócios e empreendedores individuais.

Oferece uma série de funcionalidades, entre elas a possibilidade de utilizar um telefone fixo para registro. 

Também é possível criar respostas automáticas como “Olá! Como posso ajudar?”, algo que facilita bastante o atendimento. 

2. Acompanhe as métricas

Outra função muito bacana do WhatsApp Business são as métricas, dados que ajudam a calcular o resultado das ações.

As informações do app são similares a de um e-mail marketing: número de mensagens enviadas, entregues, recebidas e lidas.

O ideal é acompanhá-las com frequência para ajustar abordagens conforme necessário. 

3. Utilize etiquetas

No WhatsApp Business você pode “etiquetar” conversas, marcando clientes que estão com pagamento pendente ou pedido finalizado, por exemplo. Assim, você não perde nenhuma informação e organiza suas vendas. 

4. Peça autorização dos seus clientes

A LGPD está aí! Jamais envie uma mensagem sem autorização do seu cliente. Isso poderá trazer sérias consequências para seu negócio. 

5. Utilize listas de transmissão 

Grupos reúnem pessoas interessadas em um determinado assunto, que compartilham conteúdos e opiniões entre si.

Mas, quando queremos enviar uma mesma mensagem para diferentes clientes o ideal é criar uma lista de transmissão.

Nessa função, a conversa ocorre em janelas individuais. 

Crie grupos apenas entre clientes que realmente são apaixonados pelo seu produto e estão dispostos a contribuir com insights. Não se esqueça de pedir permissão antes de adicioná-los. 

6. Crie um cronograma 

Quem produz conteúdo trabalha com um cronograma, onde as datas das publicações foram previamente definidas, assim como seus temas.

Esse plano de ação segue as etapas do funil de vendas, onde cada interação tem uma abordagem específica. 

Quem acabou de conhecer sua marca, por exemplo, precisa de informações diferentes de quem já é um consumidor fiel. 

7. Produza conteúdo

E por falar em produção de conteúdo, esse item é essencial para manter os clientes por perto.

Produzir conteúdo significa compartilhar informações que seu cliente considera importantes e que também fazem parte do universo da sua marca.

Se você vende móveis, poderá compartilhar dicas de decoração, por exemplo.

Não fale apenas sobre o seu produto. Agregue valor. Construa um relacionamento. Mesmo uma mensagem encaminhada, de uma curadoria bem feita, pode fortalecer vínculos. 

8. Publique nos Stories

Assim como no Instagram e no Facebook, o WhatsApp Business possui “Stories”, publicações que ficam no ar por apenas 24h.

No WhatsApp essa função se chama “Status” e é uma ótima maneira de divulgar promoções relâmpago e novos produtos.

9. Conheça seu público

Esse ponto é crucial para toda e qualquer estratégia de marketing e vendas. Conheça seu público. Identifique seus interesses, preocupações e necessidades. Posicione seu produto de acordo com essa identidade. 

10. Construa sua audiência

Use outras redes sociais como o Instagram e o Facebook para mostrar fotos do seu produto e divulgar seu contato de vendas.

Aproveite esses outros canais para interagir com os seguidores, respondendo dúvidas e compartilhando novidades. 

11. Atualize seus contatos

Entrar em contato com quem não tem interesse no produto é frustrante e uma perda de tempo. Portanto, mantenha sua base de leads completa e atualizada.

As dicas acima lhe ajudarão a estabelecer uma rotina de trabalho para vender no WhatsApp.

Como dissemos, muitos negócios tiveram que se reinventar com a pandemia e mais de 80% das PMEs estão utilizando esse recurso como um canal de vendas.

Antes da quarentena você já vendia pelo WhatsApp? Ou este é ainda um mundo novo para seu negócio?

Imprimir