Temperaturas caem na Baixada Santista após início de inverno atípico

19

As temperaturas caíram nas cidades da Baixada Santista. Depois de um início de inverno com mais calor do que o normal, uma massa de ar frio de origem polar avança sobre o Brasil. No final de semana, a previsão é que as temperaturas continuem mais baixas. As chuvas, no entanto, devem diminuir, segundo informações do Instituto Climatempo.

Apesar das chuvas, os municípios não registraram ocorrências durante o dia de ontem.

Em Bertioga, o volume de chuva registrado foi de 7 mm no Centro da Cidade. O índice pluviométrico de Guarujá foi de 18,5 mm e acumulado de três dias 19,0 mm.

Cubatão registrou um acumulado de 27 mm na região da serra e 16 mm na região central.

Em Santos, de acordo com a Companhia de Engenharia de Trafego (CET), apesar das chuvas contínuas, nenhuma via ficou bloqueada. Segundo a Defesa Civil, em 72 horas, choveu 35,4mm e os morros ficaram em estado de observação.

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Defesa Civil do Município, informou que o índice acumulado de chuvas em 72 horas foi de 35,4 mm. O nível vigente é de observação.

O índice pluviométrico em Praia Grande atingiu 32,5 mm em 24 horas.

Em Mongaguá, a precipitação acumulada de 12 horas foi de 26,97 milímetros de chuvas, volume um pouco acima da normalidade.

Itanhaém e Peruíbe não informaram quanto ao índice pluviométrico.

Caso a população note qualquer anormalidade em decorrência de chuvas ou ventos fortes pode acionar a Defesa Civil pelo telefone 199, cujo atendimento é feito 24 horas por dia.

Mais chuva

A chuva deve permanecer na região até hoje. A partir de amanhã, o clima segue nublado, mas sem previsão de chuva. Para esta sexta-feira, em Santos, a máxima deve atingir 20ºC e a mínima, 15ºC. No sábado e no domingo, onde os termômetros podem marcar mínima de 10ºC.

Segundo o Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas da Unisanta, há previsão de mar agitado, com ondas acima de 1,5 m na Baía de Santos e pico previsto para a madrugada do sábado (06/07), quando as ondas poderão ultrapassar 3 m na região costeira e 2,5 m na região da Baía de Santos. A partir de sexta-feira (05/07) o estado é de Alerta devido à previsão de nível do mar acima e ondas.

Se a previsão se mantiver, há possibilidade de alagamentos nos períodos de maré elevada, podendo se intensificar com a ocorrência de ventos locais intensos e precipitação, conforme previsto pelos institutos de meteorologia. Além disso, podem ocorrer impactos nas estruturas urbanas devido à intensidade e direção preferencial das ondas.

Fonte: Diário do Litoral

Imprimir