Assim como as unidades de ensino regular, os dois equipamentos pertencentes ao programa SuperEscola Cultural voltaram às atividades no final de junho. Os mais de 1.200 alunos matriculados no Núcleo Cultural Polo Tupi e EM Porto das Artes participam de aulas online. A Secretaria de Educação adotou a medida com o objetivo de garantir a continuidade do isolamento social devido à pandemia.

Para disponibilizar o material, as duas unidades utilizam a plataforma Google Sala de Aula (Classroom). A direção encaminhou para os pais dos estudantes login e senha para que possam acessar o conteúdo. Para o reinício do ano letivo, a equipe técnica do Núcleo Cultural Tupi e da EM Porto das Artes postou um vídeo explicativo de como ocorrerão as aulas online. Cada professor também gravou uma mensagem para a turma que leciona.

No primeiro dia de aula, alguns alunos já tiveram contato com conteúdo e desenvolveram atividades propostas. Os professores passarão às crianças e jovens material com parte teórica e prática. Ao final de cada lição, os estudantes publicarão o resultado na mesma plataforma (Google Sala de Aula) ou nos grupos de Whatsapp de cada turma. Além disso, uma vez por semana os pequenos participam de aulas por videoconferência.

As duas unidades utilizarão os primeiros dias de aulas para confirmar os estudantes que conseguiram fazer as atividades. Posteriormente a isso, quem não tiver acesso à internet receberá impresso o conteúdo publicado na plataforma. “Será uma oportunidade de os pais também verem de perto o que os filhos aprenderam nas aulas. São momentos diferentes e de adaptação para todos”, destacou a diretora do Núcleo Cultural Tupi e EM Porto das Artes, Luciana Agostinho.

Acesso à arte – Coordenado pelo Departamento de Complementação Educacional, Esporte e Cultura nas Escolas, o SuperEscola Cultural conta atualmente com duas unidades, a EM Porto das Artes e o Núcleo Cultural Tupi. Os dois equipamentos atendem os alunos no horário oposto ao das aulas regulares.

Por meio do aprendizado de dança, teatro, violão e musicalização, os alunos permanecem tempo maior no contexto educacional de forma saudável e atrativa. Desta forma, favorece o desenvolvimento de habilidades, o despertar de talentos e o aprendizado de regras e valores.

Imprimir