Esse ponto é crucial para o sucesso das suas ações. Cobrar uma dívida é a parte mais delicada da inadimplência. Por isso, uma abordagem empática, amigável e eficiente é extremamente necessária, além de benéfica para ambas partes. 

Mas, como ter empatia? 

Mas, como ter e demonstrar empatia? O que é essa habilidade, afinal?

Empatia é capacidade de sentir como outra pessoa se sente, caso você estivesse na mesma situação que ela. É, também, tratar os outros como eles gostariam de ser tratados (e não como você acha que eles gostariam). 

Esse sentimento é fruto de uma relação genuína, onde ambos lados demonstram apreço e confiança um pelo outro. Com o passar do tempo, ele se tornará cada mais mais natural e positivo para as negociações. 

Importante destacar que ser empático não é concordar e aceitar tudo. Você não precisa compartilhar da mesma opinião que o outro para compreendê-lo. Empatia é um equilíbrio entre firmeza e flexibilidade. 

Dicas práticas para negociar com empatia

Trazendo os conceitos acima para o dia a dia empreendedor, negociar com empatia seria:

  • Ouvir o cliente com atenção. Primeiro escute, depois pensa na resposta;
  • Estar 100% presente no aqui e agora;
  • Compreender as motivações. 
  • Demonstrar interesse no que está sendo dito; 
  • Evitar dar conselhos. Se o cliente o desejar, ele irá pedir. Num primeiro momento, apenas escute e compreenda;
  • Respeitar o tempo do outro. Se o cliente não pode falar naquele momento, não insista. Tente em outro horário ou outro em outro meio de comunicação. 

Como a empatia pode contribuir para a sua empresa

À essa altura, você já deve ter percebido que o maior benefício da empatia durante as negociações é a formação de vínculos.

Quando um cliente se sente acolhido e compreendido, ele se torna um cliente fiel. Possivelmente, irá compartilhar a experiência que teve com outras pessoas. Essa atitude repercute positivamente na imagem da sua empresa, destacando-a perante os concorrentes. 

Com empatia, compreendemos o comportamento do consumidor e suas necessidades. Conseguimos buscar por alternativas que sejam atrativas para ambos lados. Nisso, uma relação de confiança é estabelecida, rendendo frutos à longo prazo.

Imprimir